Gerenciar seus riscos de forma inteligente através da tecnologia

Tempo de leitura: 4 minutos

Riscos são condições que criam ou aumentam as chances de um dano ou perda. É medido pela possibilidade que um evento tem de acontecer e provocar danos ou perdas que sejam graves ou nem tanto.

Todos nós corremos riscos a todo tempo e a “mania” de controlar os riscos pode ser até, às vezes, uma paranoia. Porém somos nós quem, atentos ou não, controlamos os riscos que vamos correr, isso para todas as áreas da nossa vida.

Se você sair de casa e não levar seu guarda-chuva está correndo o risco de se molhar, caso venha a chover. Se não carregar a bateria do seu celular você corre o risco de ficar sem carga quando mais precisar.

A mesma coisa acontece no ambiente virtual, temos que ficar atentos aos riscos que vamos correr com as nossas atitudes na internet. Porém para se avaliar os riscos precisamos conhecer as consequências e muitas vezes nos falta conhecimento para saber qual a consequência sofreremos ao correr determinado risco.

A Internet é maliciosa, todo lugar é passível de riscos. Ao entrar em um site de análise de créditos me deparei com um formulário pedindo informações muito pessoais. O formulário não se ateve as tradicionais perguntas como CPF, nome completo, endereço e telefone… Me pediu dados bancários, dados familiares… Optei por não correr esse risco, pensei que se esses dados caíssem em mãos erradas as consequências poderiam ser graves.

Esse é só um exemplo, precisamos ficar atentos a muitos outros riscos e sempre usar nosso poder de decisão para avaliar se queremos ou não prosseguir e assumir as consequências que podemos sofrer.

Vez ou outra me pego escrevendo uma crítica a alguém ou a alguma situação postada por meus amigos virtuais no Facebook, então leio, releio e avalio os riscos que eu corro ao levar em frente tais comentários. Na maioria das vezes eu apago tudo e desisto, outras eu resolvo reescrever e ser mais brando. Correr o risco de enviar e ter como consequência perder uma amizade, machucar meu amigo ou ferir suas ideias? As vezes prefiro não fazer isso.

Está sempre ao nosso alcance avaliar os riscos e decidir prosseguir ou parar frente a alguma situação. Seja fornecer seus dados a um fonte não tão confiável ou até mesmo que não possua uma reputação tão conhecida, seja publicando comentários que o exponha ou exponha seus ideais, sua família, sua segurança em redes sociais, ou seja ainda, deixando de seguir práticas de segurança em seus dispositivos deixando-os vulneráveis a ameaças digitais.

Não é fácil encontrar o equilíbrio entre as medidas de segurança. Nem todo risco possui a mesma consequência, nem todo risco possui o mesmo grau de criticidade. Pular de para quedas é um risco, a consequência poderá custar a sua vida, caso dê errado, mas se der tudo certo você sairá de lá com uma grande experiência de vida. Vai querer correr esse risco ou não? Isso é você quem avalia.

Ao fazer uma análise de risco sugiro que foque nos mais importantes, os assim chamados ‘riscos inaceitáveis’. Existem quatro opções que você pode escolher para mitigar cada risco inaceitável:

  1. Aplicar controles de segurança para reduzir os riscos. Instalar um antivírus no seu computador, usar um software de criptografia quando for enviar informações importantes ou confidenciais, atualizar seu Windows frequentemente, não fazer postagens de conteúdo confidencial nas redes sociais….
  2. Transferir o risco para terceiros. Contratar uma empresa de suporte ou segurança da informação que ajude a analisar riscos e atuar em incidentes de segurança, adquirir um seguro ao comprar um dispositivo móvel, optar por garantia estendida…
  3. Evitar o risco parando uma atividade que é muito arriscada, ou realizando-a de modo completamente diferente. Procurar um site de melhor reputação ao realizar uma compra online ou desistir da compra online e optando pela loja física. Usar Pay-Pal ou Pague-Seguro ao invés e informar seus dados do cartão.
  4. Aceitar o risco. Se, por exemplo, o custo para mitigar aquele risco seria maior do que o próprio dano.

Lembre-se, os riscos estão ao seu alcance, observe, reflita, escolha se quer corre-los ou não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *